Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

São Paulo, a água, a energia e eu

Imagem
Quem é daqui a da cidade ou acompanha as notícias da região sabe que não está fácil. A ameaça da falta d'água pairando sobre nossas cabeças há meses e a realidade do racionamento chegando.
E realmente chegou. Não moro em um bairro ruim. Aliás, moro em um bairro bem frequentado e movimentado e extramente caro. Vejo todos os dias pessoas economizando água ao máximo e outras desperdiçando sem o menor pudor. Sinto um misto de vontade de comprar briga, alertar, fazer alguma coisa. Mas também sinto um medo... não sou daqui; e São Paulo sempre teve aquela imagem de cidade violenta onde qualquer argumento pode acabar em tiro.
Há uma semana e meia a água foi cortada por dois dias. A Caixa d'água do prédio foi se esgotando e não chegava mais água para enchê-la. A pia encheu de louça suja e mosquitinhos, o calor era absurdo e a gente não podia tomar banho. Já havíamos começado a reutilizar água, a fechar o chuveiro ao lavar o cabelo e tomar banho com um balde para despejar no vaso sanitá…

"My life, my mission, my destiny" Evita Perón

Imagem
 Evita! Como não podia deixar de ser, estando em Buenos Aires eu tinha que conhecer mais sobre Evita Perón. Esta atriz, política e grande personalidade do século XX. O museu fica em uma rua bem tranquila, no bairro de Palermo. 
Fui com dois amigos, Christoph da Suíça e Steffan da Holanda. Pegamos ônibus e descemos próximo ao local. A rua era tão calma que não achamos que houvesse realmente algum musu por ali. Mas havia, e era riquíssimo. 
A casa na Rua Lafinur foi renovada em 1923 e seu arquiteto (Estanislao Pirovano) procurou dar a ela um ar nacionalista e pitoresco, que também refletia um pouco d herança espanhola e italiana, como era tendência na época. E, 1948, a fundação de Ajuda Social María Eva Duarte de Perón adquiriu a mansão e a transformou em um local seguro para acolher mulheres de todos os cantos do país que precisassem resolver problemas de carteira de trabalho, direitos, entre muitas outras coisas.

Quando entramos eu meio que senti como se estivéssemos entrando em um tem…