Postagens

Mostrando postagens de 2014

A nova terceira idade!

Imagem
Aquele sentimento quando seus pais já podem sentar no banquinho azul claro... especial para a terceira idade.
Olhei bem para os dois, como faço agora ao escrever este post. Não são velhos. Estão bem, felizes, saudáveis. E com certeza não tem cara de sessentões... ou tem? O que é uma cara de sessentão?
Quando eu era nova, pensava que acima dos 50 anos as pessoas já eram idosas. Assim.... MUITO velhas! Não lembro de pensar que as minhas avós eram velhas... era engraçado como não fazia associação entre a idade e as pessoas próximas a mim. Somente relacionava com as pessoas no geral, com os irmãos dos avós, as pessoas na rua. Aquele senhorzinho que passava todo dia de manhã pelo nosso caminho, todo enrugadinho e ía dar milho aos pombos. 
Aquela outra senhora, de cabelos quase azuis e uma roupa conservadora, uma bengala sem cor e sandálias antigas. Uma vez que comentei isso com meu pai, ele falou que quando era criança chamava todo mundo acima de 40 anos de "velho" e realmente o…

Novos rumos!

Imagem
(mesmo post de meu outro novo blog)
Eu nunca soube ao certo que caminho eu realmente queria seguir. Quando nova, pensando nas carreira internacional. Ser diplomata. Comecei o cursinho em 2004 e conheci uma atriz, formada pela USP, que não conseguia viver de trabalhar com teatro. Não conseguia pagar aluguel, tinha 28 anos e estava no cursinho novamente, tentando arquitetura. Aquilo me atingiu. Era artes cênicas que eu estava pensando em prestar. Foquei em Relações Internacionais, a promessa do dinheiro, da carreira internacional e mesmo do status e glamour que vinha com a idéia de seguir este caminho. Então foi assim. Fiz relações internacionais, logo percebi que mesmo gostando das disciplinas, não era minha vocação, minha paixão. Não ía me satisfazer profissionalmente. Mas não podia desistir. Meus pais já haviam investido muito para eu chegar onde estava, na Unesp em Marília.
possíveis carreiras, tudo parecia interessante, mas nada me cativava o suficiente. Queria ser atriz. E escritora…

Formatura do irmão

Imagem
O tempo as vezes passa muito rápido! E agora meu irmão já é formado. 

Fiquei olhando as nossas fotos de criança um bom tempo. Já estava arrumada, só esperando meus pais se aprontarem para irmos ao Mackenzie para a tão esperada formatura do Mauricio. 
Meu irmão era uma gracinha. Quando bem pequeno tinha cachinhos dourados e era todo gordinho. Aos 6 anos meus pais o colocaram na mesma escola que eu, uma escola grande, com uma média de 25 alunos por sala. E ele vinha de uma pré escola com 3 ou 4 coleguinhas apenas. Chorou o dia inteiro, até que a professora me chamou em minha sala. Eu cursava a 4º série e passei o dia sentada ao lado do meu irmão, segurando sua mão e aprendendo com ele o que se aprende no pré. E ele ficou calmo. Acho que foi aí que eu notei que era importante na vida dele, que minha presença significava "família, ambiente conhecido".
Claro que nem sempre nos demos bem. Já naquela época, a gente mais brigava que qualquer outra coisa. Mas poder passar a sensação…

Eleição e confusão!

Imagem
Dilma, não votei em você. Mas agora que está eleita desejo que respire fundo e faça o bom governo que gostaria que este último tivesse sido. Independente das coisas negativas e erradas, espero de coração que o próximo governo seja bom para todos. que acabe a corrupção, que melhore a saúde, segurança,educação e todos as outras necessidades do brasileiro. Acredito que tudo isso vá acontecer?Não (e não acreditava que aconteceria se qualquer outro candidato se elegesse), mas é o que eu sonho, o que eu desejo. E não desejo que os próximos quatro anos sejam ruins só para "jogar na cara dos que votaram". Meu sonho agora, a partir do momento em que eu soube que você ganhou (como é toda vez em que meu candidato não ganha), é daqui a alguns anos poder dizer. "Nossa, eu deveria ter votado em você".

Inspiração na academia

Imagem
Chega da vida de sedentária!!! Academia aí vou eu!
É, ok... eu falei isso uns meses atrás né? E no ano passado também, e no ano antes também. Oops... Será que eu consigo mesmo? Que tipo de inspiração ou motivação me falta? E como passar por isso? Nunca soube! 
Sempre fui uma pessoa de brigar com a academia. De fazer cara feia só de pensar em entrar naquele lugar fechado e ver um monte de gente sarada correndo na esteira por quase uma hora. Sempre morri de vergonha de sentar em algum aparelho e regular o peso para o quase mínimo... ou regular para normal e ir abaixando até conseguir levantar um pouquinho aquilo lá. Ok... isso nem é tanto verdade, pois estranhamente sem fazer exercícios sempre fui forte. Mas tenho vergonha de colocar pesos altos nos aparelhos ou até pesos normais, pois logicamente com eles eu teria que fazer um grande esforço.
E daí que volto pra casa e reclamo que academia não funciona. É, deste jeito nunca que vai funcionar comigo! Mas comecei a semana bastante motiv…

Sobre ser invisível

Imagem
Existe alguém invisível para você? E como você fala para esta pessoa que... Não a viu? Como falar isso a alguém sem machucar, sem piorar a situação? 
Eu tirei esta foto a caminho de uma entrevista. O que você vê nela?
Estava um dia lindo, ensolarado e as flores davam uma cor linda ao meu caminho. Tive que parar bem rapidinho e tirar uma foto. E então escuto:
"Bom dia! Posso perguntar por que a senhora tirou uma foto minha?
Ele estava de bom humor e confuso. Sorriu. Sua fala era tranqüila e havia um tom inteligente também. Era um mendigo, sem banho, simples e subindo por entre as flores. Eu não o havia visto. Como para todas as pessoas, um mendigo tinha sido invisível para mim. Fiquei com uma imensa vergonha. Sorri, apontei as flores sem graça e fiquei pensando no que o levou a virar mendigo. Tive a certeza de que ele não morou na rua toda sua vida, sua fala era inteligente no geral, seu tom não era de rua ( se é que isso existe) e muito menos as palavras que usava. 
Então, me s…

Nem tudo está perdido

Imagem
Aquele momento em que você está super para baixo, só pensa nas coisas erradas da sua vida, se olha no espelho e se acha gorda e feia. Olha o cabelo e pensa que não tem mais jeito. Olha a barriga e .. "arrrghhhh", melhor não olhar a barriga mais! Então, você deita na cama ao lado do seu amor. Ele passando a timeline do Facebook rapidamente... e você capta a foto de alguém de canto de olho, sem prestar muita atenção.

Uma foto com filtro, claramente, mas ainda assim alguém que mesmo sem reconhecer quem é a princípio, lhe passa paz, calma e beleza. E você comenta : "Nossa, bonita. Quem é?"Ele ri da sua cara.

Então você entende.


A foto era sua. 

É acho que as coisas não estão perdidas, ou ao menos meu subconsciente não quer me deixar esquecer que antes de tudo tenho que me amar e lembrar do que tenho de bom.

Um ano em São Paulo!

Imagem
Puxa, nem acredito que um ano passou desde que eu cheguei em São Paulo para morar com meu irmão e um amigo. Pesando os feitos e acontecimentos desde ano aqui, acho que não foi muito produtiva e preciso fazer mais neste outro que se inicia.
Vim definitivamente para São Paulo, dia 9 de julho do ano passado. A mudança foi rodeada por incertezas e algumas tristezas. E ainda era um dia feio, frio e nublado, a casa toda escura, sem ninguém para fazer companhia nas primeiras semanas. Nem mesmo meus gatinhos, Kimi e Mia. Parecia que não iria me acostumar novamente com esta cidade.

Resumo do 1º Ano em São Paulo

Julho 2013
- a chegada rodeada por incertezas e receios.
- Muitas saudades do namorado (que felizmente mora perto, em Santos).
- Agora é possível caminhar para o trabalho! Uhuuuu

Agosto 2013
- Muitas idas e vindas de ônibus entre Santos e São Paulo.
- Mais saudades do namorado
- Feliz por poder dormir mais tempo (morar mais perto do trabalho e não em outra cidade)
- Trabalhando bastante co…

Na busca!

Imagem
Não está fácil! Não ter emprego, não ter rumo e lutar todos os dias para que apareça alguma coisa. E ter ânimo de continuar após receber alguns "Agradecemos seu interesse, mas infelizmente...". E tenho ânimo e continuo tentando. Mas fácil não está.
Felizmente ainda tenho a HBN, que atualmente é minha única fonte de renda (e de estabilidade profissional!). Trabalho com a agência desde julho de 2011 e mal consigo acreditar que já mandei para a Holanda 73 au pairs brasileiras; e tenho mais 7 a caminho só esperando pela data de embarque. Meu trabalho na HBN é meu maior motivo de orgulho, e é algo que realmente amo fazer, mesmo com os problemas, as dificuldades e uma ou outra chateação.
Estou meio perdida. Acho que trabalhar é o que move a gente, nos impede de enlouquecer. E a isso devo agradecer à HBN, pois mantenho minha sanidade :D Mas já faz seis meses que não tenho nada além da agência, nada de emprego em vista, algumas entrevistas que não trouxeram resultado e muitos currícul…

Oscar Niemeyer - Exposição em São Paulo

Imagem
Há duas semanas, eu e o Felipe estávamos passeando pela Avenida Paulista quando nos deparamos com um cartaz de uma exposição no prédio do Itaú Cultural. Eu sempre reclamo que não faço nada do que gosto, que quero ir a museus, conhecer mais a cidade em que moro, fazer mais passeios e atividades diferentes, que não sejam ficar em casa e jogar vídeo game ou ver filmes e séries.
E encontramos uma exposição sobre a obra de Oscar Niemeyer. Já olhei para ele com meus olhinhos de Gato de Botas do Shrek e falei que queria entrar na hora. Então nosso passeio mudou e entramos no Itaú Cultural. Eu estava sem graça. Sabe quando você não sabe o que fazer ou por onde começar? Me dirigi até o balcão de informações, mas nenhum atendente me deu bola. E eu meio que pensando "será que a exposição é de graça?" "Onde que ela começa?" "Tem algum guia?" Peguei alguns panfletos e entramos na primeira porta que vimos, logo em frente. Uma exposição sobre a música de Macalé. Um espa…

Guerra não é piada!

Imagem
Após toda essa bagunça de Copa do Mundo, como não falar dela aqui no blog? Como não expor um
pouquinho do que venho sentindo desde que ela acabou? Ou melhor... desde que fomos eliminados pela Alemanha.

Fiquei triste? Claro! Fiquei decepcionada? Também. Fiquei com vergonha e brava? Não! Aliás, fiz vários comentários apoiando os jogadores em si, pois sei como é difícil uma derrota na nossa jornada. Como é difícil encontrar uma pedra (ou sete!) no caminho. Não é porque são famosos, milionários ou o que for que são menos humanos. Que não sentem tristeza ao fazer um trabalho que não lhes deu o resultado esperado, que não desejam e sonham e trazer alegria ao povo de alguma forma.

E o povo brasileiro reagiu de diversas formas após a derrota. Alguns publicando "vergonha de ser brasileiro", muitos com piadas, de todo tipo de conotação. Eu ri bastante de muitas, mas algumas delas me chamaram a atenção... e é sobre estas últimas que posto aqui.

Passeando pelo facebook, no dia da elimin…

Indignada!

ACORDA BRASIL!

Hoje fui ao Banco do Brasil fazer um depósito. Não havia canetas para escrever nos envelopes. Todas tinham sido roubadas, era preciso pedir emprestado do funcionário.
Todo mundo reclamando da Copa e dos políticos. Mas nem para respeitar o direito dos outros cidadãos de usarem uma caneta que o Banco disponibiliza para nosso conforto!
Como podemos continuar cobrando a mudança de comportamento de nossos políticos se não mudamos a nós mesmos? Deste jeito estamos sendo realmente representados por eles, fiel cópia da população...
Gente, vamos mudar. Tem que COMEÇAR pela gente!!!!

La Recoleta

Imagem
Um dos lugaes mais bonitos que visitei quando esive em Buenos Aires foi o cemitério de La Recoleta.  Sempre acreditei que se você deseja conhecer a cultura de um povo você deve estudar de que forma eles enterram e homenageiam seus mortos. Então, por mais mórbido que pareça, gosto de visitar cemitérios quando estou em um país diferente. 

Logicamente, isto difere muito hoje em dia, quando falamos de países inteiros, pois os cultos hoje em dia também tem muito a ver com o dinheiro. O que os vivos podem gastar com os que se foram. Então, mais interessante ainda é conhecer cemitérios antigos, histórias distantes e imaginar quantas gerações já se passaram desde que aquela pessoa veio ao mundo. E como estão hoje. 
Aqui estão enterradas diversas personalidades argentinas. É um cemitério chique, bonito e tranquilo, bem próximo a uma feirinha hippie que acontece todos os fins de semana. Dias antes eu já estava atazanando meus amigos do curso de espanhol que queria visitar a Recoleta e conhecer…