Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Sentir-se em casa

Imagem
Penso que me considero sortuda.
São poucas as au pairs que após quase duas semanas no novo país podem dizer que se sentem como se estivessem mesmo em casa, com sua própria família. O dia de nenhuma au pair é fácil, como também não é fácil o dia de um pai ou uma mãe, o dia de um empregado ou de um chefe. E para a própria criança, em seu mundo, ser criança também não é uma coisa fácil. E eu me lembro.

Diferente da maioria das au pairs, não tenho horários fixos e não fico contando as horas. Não senti necessidade ou vontade de recorrer a isso. Viver na casa da família para a qual você está trabalhando lhe dá algumas oportunidades, benefícios e talvez, dependendo do caso, inconveniencias. Morar junto ajuda a nào ter tanta homesick, tanta saudade da vida familiar e de estar perto daqueles que ama, principalmente quando tivemos um dia bastante cansativo. Morar junto também facilita os horários de acordar e dormir e a acessibilidade que temos as informações. Mas, por outro lado, complica muit…

Festa Disco!

Imagem
Na última seta-feira, a escola das crianças que eu tomo conta aqui na Holanda realizou uma festa de final do ano escolar, com o tema "Disco", ou como popularmente chamamos os "anos 70". Semanas antes já tinhamos ido alugar as fantasias, e uma grande observação... adultos também comparecem fantasiados! A festa foi na setx-a feira durante a tarde, e todos os pais e crianças compareceram. Música, comida barata, brinquedos, concursos infatis. Tudo! No começo a Erika não estava muito a vontade por estar de fantasia, não que tenha vergonha; ela não curte muito festas a fantasia. E eu, vergonha não tive nenhuma... mas também Não estava muito animada. A homesick ainda não havia sumido por completo,l mas essa era a melhor oportunidade para encher minha cabeça com outras coisas e esquecer um pouco a saudade do país tropical e de todos que ficaram por lá. A Feest correu bem e as crianças se divertiram muito! Eu também, mas me senti um pouco de lado, tentei puxar papo com algum…

A primeira homesick

Imagem
Respirando fundo a gente percebe quando está bem e quando Nào está. Eu sou assim, não sei você! Ontem foi um dia muito bom, calmo apesar de tudo e produtivo também. Aprendi mais algumas palavras e consegui fazer algumas coisas que queria. Também vimos um filme interessante.

O dia em geral fora muito positivo e eu estava bem feliz o dia todo. Até a noite chegar. Não, Não foi a noite em si, nem o escuro... nem nada externo que tenha me acontecido. Eu simplesmente liguei meu notebook, tentei fazer uns downloads e o maledeto se recusava a fazer a tarefa! Ok, Nào se recusou assim propriamente, fez todos os downloads que eu pedi, mas quando eu procurava pelos arquivos, nao estavam no computador. Recebia a msg de download bem sucedido,ams nada havia sido gravado aqui!!! Enfim, estou até agora sem saber como resolver isso.

Para me distrair enquanto pensava em como arrumar o maledeto, resolvi carregar meu Nintendo DS para jogar um pouco... ... ... *silêncio* cri cri ... ... O carregador nao fez…

O primeiro fim de semana!

Imagem
Meu terceiro dia de Holanda e fui à Pink Parade que houve aqui na cidade. Os Nouwens tinham ido à natação da Luna, a filha do meio, então a Erika e eu acordamos mais tarde e decidimos encontrar umas amigas dela na cidade, para ir na pink parade. Para os que nào sabem, ou não leram o último post direito... a Erika é au pair também, está aqui na família há mais ou menos um ano e meio e está indo embora na próxima semana. Ela também é brasileira e aé a ela que eu devo todos meus agradecimentos por tudo estar sendo tão mais fácil doq ue seria se eu estivesse sozinha. Vou sentir falta da companhia dela, e bastante !!!

Bom, continuando... primeiramente, ela me ensinou a pegar o tram que leva ao centro, particularmente é um pouco caro 2,40 euros, mas como a cidade é pequena dá para ir de bike também. Descemos no centro, e passeamos um pouco pela cidade, vimos as lojas, e a Erika ía comentando comigo os melhores lugares da cidade, os melhores bares, as lojas, etc... Passamos pelo parlamento, p…

Primeiro dia em Den Haag

Imagem
Nem acredito que cheguei!!!
Após me maravilhar com a tecnologia disponibilizada no avião veio aquela saudade e as perspectivas de cada vez mais saudade ainda! Chorei! Nunca imaginei que fosse chorar, mas chorei. E não foi pouco... foi uma dor sentida, uma mistura de medo e vontade de voltar atrás... Acho que raramente me senti assim antes.
O voo foi ótimo, aproveitei a comida, a hospitalidade e simpatia dos comissários e não tivemos quase nenhuma turbulência. E assim que cheguei ao aeroporto de Amsterdam, encontrei com o Frank- meu host father, a Erika- minha guia au pair :) , o Morris - kid mais nova e seu amiguinho lindo Casper. Era como se já os conhecesse, e acho que sentiram o mesmo, pois mal me viram com as malas todas e já sabiam que era eu! Conversamos bastante em inglês enquanto o Frank dirigia em direção a Wassenaar, onde estão construindo a nova casa da família. Então, conheci a Iris- host mom. Conheci também a nova casa onde vamos morar, num bairro bem chique de uma vila pe…