Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Nas mãos de outros

Hoje tomei a coragem de olhar o kit embratur pela primeira vez. A caixa estava rasgada, cortesia dos correios, mas dentro tudo estava em perfeita ordem.
Permiti-me folhear o livreto com informações sobre meu país e imaginar como eu poderia contar sobre os lugares que conheço, nossos habitos e diferenças. Diverti-me um pouco.

Pensei em quanto tempo ainda tenho antes de finalmente poder respirar este novo ar e senti meu estomago girar ao lembrar-me de que ainda não tenho uma data fixa, ou mesmo uma data aproximada para a minha viagem. Quase tudo pronto e nada de acertar a data de apresentar minha monografia, para que enfim possa marcar a passagem para o inicio desta aventura. Suspirei. Assim nao dá!

Tudo que tenho que fazer é esperar, mas a cada dia que passa sinto que deveria tentar fazer algo, que deveria tirar a bunda do sofá e procurar uma forma de agilizar as coisas... mas agora realmente não depende de mim ou de qualquer desejo meu. E não sei muito bem lidar com isso, ter meu destin…

Medo da ilusão

Não tenho me sentindo sozinha. Aliás, tenho tanta coisa em mente que tenho pensado pouco em qualquer preocupação. O blog inclusive.
Acho que tem sido mais difícil. Agora que está mais perto, tenho receio, não tenho mais a certeza que tive um dia.

Estava tão empolgada, tão animada, que não conseguia mais viver o agora. Tudo parecia passar diante dos meus olhos sem que eu tivesse absoluta certeza de estar presente, de estar sentindo... Não tenho medo, não tenho receio. Mas não me sentia empolgada, como se depois de tanto batalhar, e tanta frustração perante minhas tentativas, que cheguei até a duvidar de que o dia chegaria.

Decidi viver o presente e encontrar meus caminhos por aqui. Quando chegar a hora de partir para o velho mundo, terei vivido meus momentos, meu presente e aproveitado cada instante e sentimento. E em meio a esta realidade, chegou meu "kit embratur". Senti meu estomago apertar, e sem saber explicar coloquei a caixa de lado, sem a curiosidade de abri-la, sem…

O que elas estão lendo!? : O vendedor de sonhos

O que você está lendo ultimamente?

Quais os últimos livros que leu? E gostou? O que mais te chamou a atenção ao lê-los? E quais foram os que não curtiu tanto?

Hoje , saiu minha revisão sobre o livro "O vendedor de sonhos" de Augusto Cury que fiz para o blog "O que elas estão lendo" :

O que elas estão lendo!? : O vendedor de sonhos

No blog você também encontra as criticas e indicações que foram feitas antes por diversas mulheres. Não é necessário fazer parte do blog para participar, caso queira falar sobre um livro, é só ver mandar sua revisão de acordo com o questionário divulgado lá.
Eu gosto muito de passear pelas antigas revisões, procurando os livros que já li, para fazer meus comentários e também ler as criticas e indicações dos que podem ser os próximos a relaxar em minha cabeceira.

Caso gostem de ler, confiram o blog :)
Beijoooos e até breve!

O maior estresse do momento!

Enrolei bastante para tratar deste assunto, queria tê-lo resolvido antes de me aventurar em compartilhá-lo.
Terminei minha monografia! UFA! E pronta, entreguei via e-mail à minha orientadora. esperei algum tempopela resposta, tivemos o carnaval e o tempo ía correndo. A data de minha partida oscilava entre os dias 20 e 29 de março...

Para os que acompanharam minha jornada durante a procura por uma família com a qual pudesse trabalhar esta historinha será já velha conhecida, mas aos novos... sentem-se, e sintam-se em casa! Isso foi bem antes de eu criar o blog, bem antes de eu ter certeza sobre meu futuro.

Logo que me cadastrei nos sites de au pair, encontrei algumas famílias super legais. A proposta que foi dada à família escolhida foia de que eu estaria livre em dezembro de 2008 , mas como tinha decidido por fazer parte da festa de formatura, só poderia embarcar no final de janeiro de 2009. O tempo foi passando e o ano correu rápido, mais do que eu gostaria... e pouco consegui me conc…

De visto quase em mãos

Uma noite mal dormida, a chapinha por fazer, a sandália à beira da cama e a caçadora entretida em sua maquiagem. Clara, para ser usada de manhã e ainda assim que não parecesse que não havia dormido a noite toda... e assim começou seu dia...

Hoje pela manhã fui ao consulado da Holanda, em São Paulo. Documentos em mãos, nervosismo também. Já sabia de antemão que minha solicitação tinha sido pré-aprovada pela embaixada, mas ainda podia sentir aquele nervosismo circulando em minha mente e até mmesmo em meu corpo. O calor parecia muito mais forte que o era de verdade, mas não liguei, o ato de abanar meu próprio pescoço já parecia ser inato, já nem o percebia mais.

Procuramos pelo prédio certo quase que inutilmente, havia uma bandeira holandesa gigante pendurada na janela do terceiro andar onde era o escritório. Bastavá-nos olhar para cima...

Chegando lá não pudemos entrar, o expediente começava as 9hs. Eram 8:30 da manhã... Eu continuava nervosa, segurando o envelope de documentos junto ao c…