Postagens

Mostrando postagens de 2009

Na neve...

Só para dizer que está nevando... e que nem quando morei na Austria durantes os três meses de inverno passei o frio que está aqui. Mas estou achando uma verdadeira delícia.

fazer bonecos de neve ( que mais de assemelham a piramides de neve), fazer brigas de bola de neve, anjinhos, demarcar minhas pegadas e andar em circulos, morrer de frio com a mao quase congelada de tanto brincar.

mais tarde devo ter algumas fotos que fiz com a camera do Frank e espero poder posta-las.
Também nao vejoa hora de abrir os presentes de Natal que minha familia mandou... acho que vou fazer isso amanha :D estou curiosa... curiosa demaaaais! Coloquei-os proximo a janela, embaixo do aquecedor e todos os dias olho incessantemente para eles... me questionando o que será que tem dentro de cada pacote... :D

Logo escreverei mais novidades!!!
Até mais

Medo de Bicicleta

Imagem
Sempre me pego pensando no quanto essas três criancas são um misto de mim, cada uma a seu modo, em uma caracteristica diferente.
A maioria de voces já deve conhecer minhas histórias e dramas para que eu tirasse carta de motorista e superasse o medo de dirigir.Ser confiante , neste caso, sempre foi meu maior problema. E no transito é preciso ter consciencia e confianca naquilo que se esta fazendo. Dirijo agora bem melhor, não é ainda meu passatempo favorito e não uso o carro da família... Aqui, dirijo apenas os carros de amigos, quando saio ou algo assim.E nem tenho mais feito isso com tanta frequencia, com o frio chegando , a cada semana um amigo diferente ( ou eu mesma) que tem gripe e fica de cama...

Aqui na Holanda, gosto de levar as criancas para andar de bicicleta. É uma das formas mais fáceis de se locomover dentro da cidade.Assim como na minha cidade natal, a superfície daqui é bastante plana, o que nos permite pedalar livremente pra qualquer lugar. Também em todos os lugares, …

Sistema de saúde

Como prometido, tenho que apresentar para vocês algumas das minhas novas aventuras na Terra das Tulipas. E por que não as aventuras dentro de um consultorio médico?
Quando eu estava ainda no Brasil, muito escutei sobre o sistema médico daqui, e para ser bem honesta... muito mal! Desorganizacao, burocracia, falta de tato e muito caro! Acho que preciso comecar dizendo... não é bem assim. Aliás, é muito diferente e etudo que vi aqui, só serviu para me impressionar ainda mais!

realmente, como já haviam me garantido, o sistema médico daqui é em muito diferente do nosso. No Brasil, temos diversos médicos, um para cada problema e quando precisamos de um check up acabamos indo a todos eles.Aqui a história é um pouco diferente, temos um Huisarts. A família frequenta uma clinica , que possui cerca de dois médicos ( vc pode ser atendido por qualquer um dos dois), clinicos gerais. Toda vez que voce tem um problema de saúde, voce corre a este médico, ele vai te examinar, fazer os exames necessari…

Férias de outono!

Antes de continuar minhas aventuras pela Inglaterra ( a melhor parte ainda está por vir), vou levá-los uma vez mais a minha vida holandesa.
Esta semana tivemos a " vacantie" de outono, uma semana onde não há aulas e as criancas podem aproveitar um pouco para descansar, viajar e brincar bastante. Minhas meninas foram passar a semana na casa da Mimi, a avó materna. Fiquei aqui na casa apenas com o Morris, o pequenino, de três anos de idade.

Na segunda-feira não fizemos nada de especial, apenas assistimos filmes, jogamos Nintendo DS juntos e brincamos no quintal. Um filme que assisti pela primeira vez neste dia foi " Irmão Urso", que eu indico a todos voces, independente da idade. Vale a pena. e um filme bonito, com a cara da Disney que conhecemos... com músicas, moral da história e personagens engracados e bonitinhos. Aliás, foi por causa de uma das músicas que eu resolvi ver este filme!!! Gosto do Phil Collins desde que ele fez as músicas para o Tarzan( e ele mesmo ca…

Mais Londres e Abbey Road

Imagem
Minha primeira vista do Big Ben me deu uma sensacão de surreal. Não parecia possivel que depois de anos lendo e estudando sobre Londres, vendo aquela construcao na televisão, ela realmente existisse e estivesse ali na frente dos meus olhos.

Havia tanta gente que a sensacao de distancia da realidade parecia se tornar maior.Não conseguia assimilar direito... Era como estar ali de frente para uma tv gigante, mas sem a tela a te separar do objeto observado. Loucura! O número de pessoas tirando fotos, caminhando e apontando para o prédio a nossa frente chegava a ser assustador.


Fiquei parado observando o prédio por uns momentos e cheguei à conclusão de que sempre havia achado que ele era menor ... parecia tão grande, ostentando tanto ali à minha frente.
Ainda menos real e um tanto mais palpável ( se é que essa combinacao é possivel) foi minha visita à Abbey Road... Para os ingleses uma rua como outra qualquer, para mim um marco a ser explorado!


esta foi uma das visões mais esperadas enquanto e…

E se voce perdesse uma das criancas?

A manhã de sexta prometia um dia frio e sem muitas preocupacoes. Assim que o Morris subiu na bakfiets e eu comecei a pedalar notei que pela primeira vez nos meus meses na Holanda o ar saia de minha boca e formava uma fumacinha pelo seu encontro com o tempo frio da cidade. O inverno está chegando...

Pedalei até a escola dele e dei uma volta pela cidade,tomei um cafézinho e saboreei um delicioso boosbessen muffin ( blueberry). Este seria o segundo dia que eu deveria buscar as meninas na escola em Wassenaar, de onibus. Wassenaar é a vila em que vamos morar no futuro, fronteirissa com Haia, mas menor e mais rica. ouco dizer bastante que é um lugar bom para investimentos futuros em moradia e esse é um dos motivos que a familia está de mudanca para lá. Já havia feito o caminho no dia anterior e tudo tinha corrido conforme o planejado.
Eu e o Morris saímos de casa pouco antes das 14hs e pegamos um onibus em direcao à Voorburg ( outra vila aqui perto), descemos no cruzamento entre Voorburg e W…

Londres e Cia!

Imagem
Minha primeira vista de Londres já estava anoitecendo, mas ainda pude notar os carros todos do lado "errado" da rua. Peguei um ônibus que me levaria até a estacao de metro Baker Street , de onde eu iria para a casa da menina que iria me hospedar.
Já era noite quando cheguei, fui bem recebida apesar da noticia de que deveria sair em um ou dois dias porque a dona da casa precisaria viajar urgentemente por causa de um problema de familia. Havia uma outra garota hospedada la ( e chegaria uma outra no dia seguinte) e teriamos todas que sair... Assim que apresentada à Steph, dos EUA, que havia chegado também naquele dia e também pega de surpresa pela noticia de ter que arrumar outro local para ficar; fomos juntas passear um pouco e comer alguma coisa.

Eu estava com fome, mas quase que não conseguimos encontrar algum lugar legal ( ou nao) para comer. Tudo estava fechando, mesmo no Soho, bairro onde estavamos, conhecido por ter a noite mais longa. Acabamos em um restaurante japones,…

Fogos de artificio

Estavam todos muito animados na cidade com a chegada do festival de fogos de artificio de Scheveningen. Eu já escutava sobre isso havia semanas e estava bem curiosa para presenciar o festival.

O primeiro dia de festival foi suspenso, a ventania não permitiu que se desse a festa. Mas o segundo dia, que era uma sexta-feira estrelada prosseguiu como o esperado. A Iris e o Frank haviam saído com os amigos e eu estava sozinha em casa com as criancas. O Morris já estava dormindo e as meninas também já estavam na cama. Logo que os fogos comecaram a estourar no céu, eu mal percebi e não me movi na cadeira para saber o que era, até que as meninas desceram até a sala onde eu estava e disseram que estavam com medo.

Naquela noite, a Luna havia passado mal e vomitado antes que eu a pusesse na cama. estava meio febril, mas com medo, desceu junto com a irmã ao meu encontro. Assim que elas apareceram, me dei conta pela primeira vez que o barulho vinha do festival de fogos de artificio. Tentei gesticula…

Na praia

Imagem
Domingo. Acordei tarde e animada, queria sair, passear e no dia anterior já havia planejado que iria a praia assim que acordasse. E bom, já estava acordada. Sempre que estou sozinha e quero fazer algo diferente , a preguiça me invade de uma tal forma que são raras as vezes que consigo vence-la.

Mas naquele domingo seria uma pena ficar em casa. Nem que fosse para apenas dar uma caminhada, eu tinha que sair, tinha que estar perto de pessoas, ouví-las conversar, por mais que não entendesse nada. Vê-las se divertirem e me divertir também.

Estava meio nervosa quanto a viajar para a Inglaterra sozinha. Mas nao tinha como continuar pensando nisso num clima como o que estava aquele domingo... O mais engracado era sentar sobre a minha canga, estar de biquinie olhar a maioria dos holandeses de roupas... calcas, casacos... tenis ate!... eles deitam na areia, relaxam ao vento e muitos entram no mar assim mesmo, de roupa! Vi uma moca de topless ao lado do namorado, um pai de casaco acompanhando a f…

Mudança e nova casa!

Já faz mais de um mês que estou aqui. Penso que passou bastante rápido e tudo tende acelerar ainda mais. Tem tanta coisa a fazer, a aprender, a conhecer... e parece tão pouco tempo!

Neste último fim de semana realizamos a mudança para a casa na praia. Havia muita coisa para fazer, empacotar todos nossos pertences, decidir quais deles vão para a casa na praia e quais vão ficar guardados até a verdadeira mudança, para Wassenaar.
Há dois anos atrás a família comprou um terreno onde seria construído um novo lote de casas, um novo condomínio na vila de Wassenaar, a poucos minutos de carro de Den Haag. A previsão era de que a casa ficasse pronta no começo de julho , assim poderíamos mudar pouco antes das férias de verão começarem de verdade.

A casa em que moravámos foi então alugada, e a nova família se mudaria para lá também em julho e no mesmo fim de semana iríamos para Wassenaar... ahhh... e quem disse que a casa e Wassenaar ficou pronta a tempo? Nada!!! A nova familia pronta para mudar e a…

Uma tarde soltando kite...

Imagem
Estavámos sentadas num parque próximo à estação principal da cidade. O local estava praticamente deserto e as duas moças curtiam o sol e o vento... aliás esperavam por ele. Uma das moças tinah em mãos uma pipa, mas não era uma pipa comum, como as que vemos por aí ( ou víamos). Era uma "kite " . Imagine um paraquedas... mas não para aparar sua queda, para que voce segure em suas linhas e controle seu voo pelo céu.


Assim que o vento deu sinal de movimento, as duas moçam correram para a grande clareira à esquerda do parque e enquanto uma observava , a outra estendia a kite no chão, preparando a mesma para seu voo. A observadora era novata, nunca havia visto ninguém soltando kite, e muito menos havia ela feito algo assim. tivera algumas tentativas de soltar pipa quando era criança. Seu avô havia feito algumas pipas para ela e tentado ensiná-la, tinham se divertido, mas não porque conseguiram algo muito mais do que remendar a pipa diversas vezes.

Essa era uma segunda chance. A …

Vamos caminhar um pouco hoje?

Imagem
Sabádo as crianças foram para a casa da Mimi ( avó materna), onde ficarão por 2 semanas. Erika e eu resolvemos ficar aqui na casa em Den Haag, para auxiliar os hosts na mudança. Como a casa em Wassenaar não estará pronta a tempo para mudarmos, teremos primeiro que ir para uma casa temporária, que alugaremos com o intuito de morarmos lá por apenas uns 2 ou 3 meses.

Ontem, acabei por não fazer nada , o que me deixou com um grau de mau humor delicado... mas tudo passa, isso inclusive. Havia combinado de hoje sair com uma conhecida minha, também au pair, uma moça vinda da Nova Zelândia, de nome Nikki. Como ela não estava se sentindo muito disposta, concordamos que eu iria dar uma passada para conversarmos, trocarmos umas idéias e enfim nos conhecermos pessoalmente. ( O que eu faria da vida sem a internet??? ) O dia estava maravilhoso, o que me sugeriu que eu fosse caminhando! Huuum delícia!!! Aproveitaria para tirar umas fotos, conhecer melhor os caminhos aqui na cidade, olhar com mais at…

Hora de dormir

Depois de um dia divertido e bastante cansativo, eu e meus hosts colocamos as crianças na cama. Como eles estavam muito cansados e tiveram um dia bastante ativo, achei que seria calmo e também que pegariam no sono rapidamente. Quase! Foi tranquilo, mas alguns minutos depois de terem deitado, me aparece a menina mais velho com o menino mais moço : "Ele não consegue dormir, ele quer dormir com você. "

Minha cama aqui é bastante grande e espaçosa, então, levantei as cobertas, dando sinal verde para que o pequeno deitasse. Ele pulou na cama feliz, se cobriu sorrindo e dando risada. Irisje foi ao quarto dele pegar o abajurzinho de cor verde que ele liga para dormir melhor. Apaguei as luzes do quarto, que tomou aquela cor esverdeada do aparelho. Sentei-me de frente para o computador em meu quarto e continuei minhas conversas no MSN. O menino olhava o quarto inteiro e procurava uma posição melhor para dormir. Não conseguia. Decidi deitar0me com ele, ao menos até que dormisse, e assi…

Sentir-se em casa

Imagem
Penso que me considero sortuda.
São poucas as au pairs que após quase duas semanas no novo país podem dizer que se sentem como se estivessem mesmo em casa, com sua própria família. O dia de nenhuma au pair é fácil, como também não é fácil o dia de um pai ou uma mãe, o dia de um empregado ou de um chefe. E para a própria criança, em seu mundo, ser criança também não é uma coisa fácil. E eu me lembro.

Diferente da maioria das au pairs, não tenho horários fixos e não fico contando as horas. Não senti necessidade ou vontade de recorrer a isso. Viver na casa da família para a qual você está trabalhando lhe dá algumas oportunidades, benefícios e talvez, dependendo do caso, inconveniencias. Morar junto ajuda a nào ter tanta homesick, tanta saudade da vida familiar e de estar perto daqueles que ama, principalmente quando tivemos um dia bastante cansativo. Morar junto também facilita os horários de acordar e dormir e a acessibilidade que temos as informações. Mas, por outro lado, complica muit…

Festa Disco!

Imagem
Na última seta-feira, a escola das crianças que eu tomo conta aqui na Holanda realizou uma festa de final do ano escolar, com o tema "Disco", ou como popularmente chamamos os "anos 70". Semanas antes já tinhamos ido alugar as fantasias, e uma grande observação... adultos também comparecem fantasiados! A festa foi na setx-a feira durante a tarde, e todos os pais e crianças compareceram. Música, comida barata, brinquedos, concursos infatis. Tudo! No começo a Erika não estava muito a vontade por estar de fantasia, não que tenha vergonha; ela não curte muito festas a fantasia. E eu, vergonha não tive nenhuma... mas também Não estava muito animada. A homesick ainda não havia sumido por completo,l mas essa era a melhor oportunidade para encher minha cabeça com outras coisas e esquecer um pouco a saudade do país tropical e de todos que ficaram por lá. A Feest correu bem e as crianças se divertiram muito! Eu também, mas me senti um pouco de lado, tentei puxar papo com algum…

A primeira homesick

Imagem
Respirando fundo a gente percebe quando está bem e quando Nào está. Eu sou assim, não sei você! Ontem foi um dia muito bom, calmo apesar de tudo e produtivo também. Aprendi mais algumas palavras e consegui fazer algumas coisas que queria. Também vimos um filme interessante.

O dia em geral fora muito positivo e eu estava bem feliz o dia todo. Até a noite chegar. Não, Não foi a noite em si, nem o escuro... nem nada externo que tenha me acontecido. Eu simplesmente liguei meu notebook, tentei fazer uns downloads e o maledeto se recusava a fazer a tarefa! Ok, Nào se recusou assim propriamente, fez todos os downloads que eu pedi, mas quando eu procurava pelos arquivos, nao estavam no computador. Recebia a msg de download bem sucedido,ams nada havia sido gravado aqui!!! Enfim, estou até agora sem saber como resolver isso.

Para me distrair enquanto pensava em como arrumar o maledeto, resolvi carregar meu Nintendo DS para jogar um pouco... ... ... *silêncio* cri cri ... ... O carregador nao fez…

O primeiro fim de semana!

Imagem
Meu terceiro dia de Holanda e fui à Pink Parade que houve aqui na cidade. Os Nouwens tinham ido à natação da Luna, a filha do meio, então a Erika e eu acordamos mais tarde e decidimos encontrar umas amigas dela na cidade, para ir na pink parade. Para os que nào sabem, ou não leram o último post direito... a Erika é au pair também, está aqui na família há mais ou menos um ano e meio e está indo embora na próxima semana. Ela também é brasileira e aé a ela que eu devo todos meus agradecimentos por tudo estar sendo tão mais fácil doq ue seria se eu estivesse sozinha. Vou sentir falta da companhia dela, e bastante !!!

Bom, continuando... primeiramente, ela me ensinou a pegar o tram que leva ao centro, particularmente é um pouco caro 2,40 euros, mas como a cidade é pequena dá para ir de bike também. Descemos no centro, e passeamos um pouco pela cidade, vimos as lojas, e a Erika ía comentando comigo os melhores lugares da cidade, os melhores bares, as lojas, etc... Passamos pelo parlamento, p…